segunda-feira, 13 de julho de 2015

"Um barco no porto está seguro, mas não é para isso que ele foi feito."

Bom dia pessoal,

A frase no título dessa postagem não é de minha autoria, mas achei interessante e dentro do assunto que gostaria de abordar hoje.
Na verdade, na npossa comunidade vejo um esforço muito grande dos colegas investidores em buscar no mercado remunerações melhores possíveis para seus investimentos, portanto a frase acima de forma alguma se aplica a eles.
O ponto que quero chegar é que toda a vez que eu posto alguma aplicação em renda fixa digamos diferenciada, recebo muito mais comentários negativos do que positivos. É sabido que não existe almoço grátis no mercado financeiro, mas será que não vale a pena uma diversificação? Nunca saberemos se o banco, financeira ou empresa em que estamos colocando nosso $ é 100% séria, mas nunca teremos como saber.
Achei uma postagem de Novembro do anos passado onde comentei que estava aplicando em um CRA que remunerava IPCA + 9% ( isento de IR). Recebi vários comentários negativos fora os e-mails. Eu posso dizer que apliquei naquele produto e peguei toda essa alta do IPCA que tivemos.
Inclusive esse mesmo ativo já está começando a amortizar, ou seja, está honrando com as obrigações.
Não quero dizer que estou sempre certo ou que só as coisas que eu faço estão corretas, mas acho que muitos podem  pensar em tirar o barco do porto.

Abraço e bons investimentos a todos.

25 comentários:

  1. Vc parece ter uma boa assessoria e saber separar o joi do trigo, aqui na blogosfera a maioria tentar fazer por conta própria, e quase ninguém sai do lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São 2 questões.
      1) como eu, que sou amador, posso me achar mais qualificado que os profissionais do mercado?
      2) muitos escritórios e corretoras não estão alinhados com o perfil do investidor, mas sim com o "perfil" do escritório. Muito difícil de achar gente boa...

      Excluir
    2. como a sua carteira é maior, faz sentido diversificar em CRA´s, mas pra muitos investidores com aversão a risco e uma carteira pequena, o risco pode não compensar.

      Excluir
  2. O Warren Buffet diz que durante a maré baixa que vemos quem está com a bunda de fora.....

    Muita gente na bolsa não se preocupa com uma crise e reação possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que devemos nos preocupar com a crise, mas deixar de arriscar um pouco por causa de uma eventual crise futura não faz muito sentido, ao meu ver.
      Acho que tem muito mais pregação de caos do que a realidade.

      Excluir
  3. Dividendos, o que acontece é a história da piscina gelada. O cara pula na piscina gelada mas jura de pé junto que "está uma delícia" e tenta arrastar mais pessoas pra piscina gelada com ele. Aqui o pessoal jura que tem a melhor estratégia e pra justificar isso querem arrastar outros, como isso não é possível fica fácil criticar a estratégia alheia. Estamos cheios de amadores que após lerem 2 ou 3 livros se acham na capacidade de criar uma estratégia melhor que a do outro. Tb vemos N exemplos de pessoas que travam perante as dificuldades.

    Grande abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Corey,
      Já vi e li cada coisa.....uma vez um amigo meu falou uma coisa que me marcou muito, "muitas pessoas se auto-sabotam sem obviamente se darem conta disso".

      Excluir
  4. Eu invisto há uns 8 anos pelo menos em CDBs, LCIs, LCs de bancos e instituições menores e nunca tive nenhum tipo de problema. Claro que está mais sujeito do que colocar em um CDB do Itaú ou LCI do BB, mas a diferença de remuneração é tamanha que prefiro aumentar o risco.

    E se você for ver, um banco pagar 120% do CDI ao ano não é lá grande coisa, já que esses bancos cobram o dobro desses juros dos clientes. Ridículo é receber 80% do CDI emprestando dinheiro pra banco, enquanto se consegue quase 100% no Tesouro Direto.

    De qualquer forma, o FGC está aí e quando precisou, resolveu.

    Abçs!

    ResponderExcluir
  5. Olá II
    Obrigado por compartilhar suas experiências.
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Com um IPCA de quase 10% e uma selic de 13,75% indo para 14% qual o motivo de se correr riscos na renda variável se você não tiver estratégias de comprar na baixa para lucrar na alta ou entrar com grandes quantidade para baixar o preço médio visando longo prazo.
    Minha maior posição atualmente é renda fixa e não abro mão neste momento... Caso o estados unidos subir o juros de sua economia americana e o Brasil tiver rating rebaixado vamos ver uma fuga generalizada na bolsa investidores correndo feito gazela. KKKK o fundo ainda se aproxima aguardando os próximos capítulos.
    Muito FII já estão micando, ainda bem que estou com bastante FII defensivos para segurar o próximo ano de revisões para baixo do IPCA continuo comprando, mas distribuindo um pouco aqui outro ali já que estou abarrotado de NTNB 2019.
    Prefiro equilibrar as estratégias a correr risco demasiadamente altos é questão de perfil.



    ResponderExcluir
  7. Sem criticá-lo e apenas desejando compartilhar uma outra visão:
    Renda fixa não é o melhor instrumento para se correr riscos adicionais em troca de retornos potenciais apenas ligeiramente maiores.
    Se é para correr o risco de perder 100% de um investimento, melhor optar pela renda variável, que pelo menos promete ganhos maiores em troca deste risco.
    E já prevendo que alguém evocará a proteção do FGC, lembro que este fundo não é infinito e pode se mostrar insuficiente em caso de uma crise bancária um pouco mais generalizada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto a questão do FGC não concordo, pois o tamanho do mesmo hoje comporta muito problema.
      Relativo ao risco x retorno concordo. Por isso que se vc olhar nos meus textos toscos falo em volatilidade x retorno e não risco x retorno.

      Excluir
  8. Dividendos mas o acesso a esses investimentos não são para investidores qualificados?
    Vou consultar melhor o site da minha corretora para ver o que eu consigo encontrar de Renda Fixa.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo: O FGC segura um ITAU quebrado, em tese, pelo valor nominal declarado. Que eu saiba em nenhum lugar do mundo existe o FGC, não vejo sentido para arriscar na renda variável. Na renda fixa você troca de posição no balcão. Você alavanca algum investimento com garantias ( mesmo que minímas ), já em ações você vira sócio ( para o ônus e o bônus ).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, o FGC comporta hoje a quebra de um banco do porte de um Itaú ou Bradesco.

      Excluir
    2. Boa tarde senhores... estou posicionado bem carregado na renda fixa tb (CDB, LCI, LC, etc), e tenho algum receio de um calote do país... Se o país quebrar e declarar calote, seria um caos. Diante do cenário mundial (Crise grécia/Zona do euro, Porto Rico, e principalmente china), aparece algum receio sobre a saúde do FGC. Não entendo mt sobre os mecanismos dele de funcionamento (se puderem me corrigir caso estiver errado).

      Abs

      Excluir
    3. - olá Dividendos, gosto bastante dos posts que você comenta sobre investimentos mas gostaria de deixar um adendo sobre o Fundo garantidor de Credito x grandes bancos:
      - o FGC é uma instituição privada que angaria fundos através de taxas obrigatórias recolhidas de instituições financeiras (regulamentado pelo Bacen), garante o ressarcimento de até 250k por CPF em caso de quebra de instituição financeira (dinheiro em CC, poupança,LCI, etc), possui fundos de 40bi de reais para estes fins (como regra pode destinar ate 25% de todo seu fundo para uma unica instituição - ou seja cerca de 10 bi R$), estima-se que o montande atual de depositos total seja de 1.7 tri com 1tri coberto pelo seguro (58% seria segurado), vejamos o caso do Bradesco (Itau, BB e Caixa possuem valores proximos a ele tambem): o banco possui cerca de 210bi em depositos, portanto cerca de 120bi teoricamente segurados pelo FGC, mas nitidamente os valores excedem os 25% que o fundo poderia destinar(até mesmo todo os recursos do fundo em 3x) -vemos que então que o FGC não teria condições de arcar com os ressarcimentos de depositos de nenhum dos 4 grandes bancos brasileiros (Itau,Bradesco,BB,Caixa Federal) - na verdade a única instituição com poder de fogo para deter a quebra de um grande banco seria o governo federal (pois detém a possibilidade de imprimir dinheiro, causando inflação e "socializando" as perdas - aka o povo paga a conta), atualmente podemos ver a atuação do Federal Reserve e BCE fazendo trabalho semelhante para salvar grandes bancos estrangeiros.
      Abraços
      PS:fontes relatorio anual 2014 do Fundo Garantidor de Credito, relatorio trimestral 2015 Bradesco, site do Banco central do Brasil.

      Excluir
  10. ótimo texto, BD...

    Eu vou me garantir na RF enquanto pesquiso ações e FII... tô sem pressa pra entrar na Bolsa... por enquanto, só quero saber da "renda que só varia pra cima", como diria Maurício Hissa, o Bastter. Tinha 13 mil em Tesouro Selic, mas precisei resgatar por bobagens financeiras que fiz, então tô tomando mais cuidado, alocando dinheiro que não vou precisar tão cedo.

    ResponderExcluir
  11. CRA? Uau. Parabéns por ser investidor qualificado. (sem ironia)

    ResponderExcluir
  12. 9%+IPCA está excelente para mim. Com os juros que temos, renda fixa é uma forma muito interessante de diversificação. Tenho uma boa parte da minha carteira em TD, LCI/LCA e estou satisfeito com isso.
    Algumas pessoas tem muita pressa para ficarem ricos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também acho... daí se estrepam na bolsa ou precisam tirar algum e não tem reserva ou algo mais conservador que lhes dê base

      Excluir